Obras

Autora dos livros:

* Anunnakis, os Deuses Astronautas - Editora Madras
* A Conspiração Anunnaki - Editora De Geneve
* Ouro de Ofir - Alquimia do Antigo Egito - Editora De Geneve
* Efeito Exillis - O Segredo das Sociedades Secretas
* Mito - Livro de Poesias
* Operação Rhesus - Em busca do Elo Perdido ( Recém lançado. Maio 17)
* 2162 - O Código Secreto de Hitler (novel - LANÇAMENTO EM JUNHO 17)

quarta-feira, 23 de março de 2016

AS SEREIAS EXISTEM?


Quantas criaturas mais inteligentes do que o homem podem se esconder na profundidade dos nossos oceanos?


A fauna aquática ainda é inexplorada. Os oceanos cobrem dois terços da superfície da Terra, concentrando a maior parte dos seres vivos e da biodiversidade ainda não explorada. Só o oceano Atlântico possui 91 milhões de quilômetros quadrados, sem contar os outros oceanos.
Todavia, o assunto sobre criaturas inteligentes aquáticas é um assunto proibido. Até hoje, todos os esforços de equipes de pesquisas científicas para provar a existência de sereias ou similares são desacreditados pela comunidade científica mundial. 
Existe um grande mistério. Será que há algo em relação à ancestralidade do homem?
            Seres humanos podem ter tido ancestrais marinhos?
Observe as nossas mãos, elas possuem membranas entre os dedos, principalmente, entre o polegar e o indicador. Essa membrana pode ser um resíduo de um ancestral aquático? 
 O homem é o único primata que não possui o corpo totalmente coberto por pelos. Além disso, é o único mamífero bípede, pois na água qualquer mamífero tende a manter a posição vertical. Até a nossa respiração é diferente de outros mamíferos, pois podemos controlá-la de modo voluntário ao mergulhar. De acordo com todos os mamíferos aquáticos nós temos uma reserva de gordura no corpo. Além da facilidade de nadar. Afinal, porque nunca foi cogitada essa ancestralidade pela comunidade científica mundial? 
Criaturas aquáticas da atualidade podem ter sido remanescentes de tempos pré-históricos?

Poseidon, o deus supremo dos mares pode não ser apenas uma lenda da mitologia grega. Quem nos garante, que não há vida inteligente no fundo de nossos oceanos?

Phineas Taylor Barnum (1810-1891), um empresário do ramo de entretenimento norte-americano, comprou uma múmia de sereia durante a guerra civil e começou a expor para a população. Todavia, em 1865, o museu de Barmum que exibia a múmia da sereia foi destruído por um grande incêndio. Porém, a foto da múmia foi preservada pelos arquivos secretos do governo dos Estados Unidos da América.
Nos últimos anos surgiram criaturas anfíbias bem bizarras nas orlas do mundo. Sem questionar a veracidade das fotos, existe a possibilidade de existir hominídeos anfíbios em nossos oceanos. O leque de possibilidades é grande.
Documentos antigos narram a existência de criaturas metade anfíbio-réptil e metade homem há milhões de anos antes do Dilúvio. Antigos documentos estão cheios de simbologia reptiliana/anfíbia, marcando a sua presença no Antigo Egito e também na Antiga Mesopotâmia. 


Fig de Oannes
Segundo Beroso, um sacerdote do século III a.C, tratavam-se de criaturas que se assemelhavam aos homens-peixes e as mulheres-sereias. Eles possuíam sobre os seus corpos uma casca escamosa semelhante à de um peixe. E tinham pés por debaixo da cauda. Para a sua defesa, eles feriam com a sua cauda o que tivesse sob o chão da Terra.
Seus corpos inteiros eram cheios de escamas semelhantes a um peixe. Porém, sob a cabeça de peixe, eles tinham outras cabeças, assim como eles tinham pés semelhantes aos de um homem embaixo de sua cauda. Suas línguas e as suas vozes eram articuladas. Todavia, uma dessas criaturas anfíbias se destacou. Foi Oannes, o deus do conhecimento e da sabedoria, que tinha os segredos da vida e da morte. Até hoje algumas religiões prestam culto a ele. O chapéu do papa ( Mitra) faz referência à cabeça de um peixe. 
Ele trouxe a sabedoria através de compêndios da ciência. Entre elas, a Medicina, a Astronomia, a Matemática, Agricultura, leis, letras, artes e o segredo real das Construções da antiguidade. Segundo o relato de Apolodoro, Oannes vivia no Golfo Pérsico e todos os dias ele emergia das águas para ensinar à humanidade. Ele passava o dia inteiro entre os homens, dando a eles o conhecimento. Quando o sol se escondia, Oannes sempre voltava para as águas, pois era um anfíbio. Ele ressurgia com novos conhecimentos a cada novo despertar, voltando às aguas quando o Sol se escondia no poente.
Seres anfíbios-homens foram os responsáveis pela formação de importantes civilizações como do Antigo Egito, civilização Suméria, civilização Draviniana da Índia (período neolítico) e a civilização que precedeu os maias, no México. A história sobre deuses-serpentes e répteis que vieram para a Terra aparece no contexto cultural e religioso de civilizações como da Suméria, Babilônia, América Central, China, Índia, Japão e outros. Todavia, a raça de anfíbios se alastrou para diferentes partes do mundo através das águas. Os anfíbios chegaram ao Egito pela costa do Mar Mediterrâneo.
Beroso, que tinha acesso às tabuletas de argila da biblioteca do Templo de Jarán (sudeste da Turquia), escreveu uma história de deuses em três volumes. Essa história começava em 432.000 anos antes do Dilúvio, quando os deuses chegaram à Terra. Beroso descreveu uma lista de nomes e a duração de seus reinados. O que encabeçou a lista foi um líder vestido como se fosse um peixe de nome Oannes. Escritos traduzidos por autores como Manly Palmer Hall também fazem referência a uma criatura chamada de Neptuniano Quinotaur, Oannes, Dagon, um animal marinho que engravidou a mãe do primeiro rei merovíngio. Essas criaturas se casaram e tiveram laços consanguíneos com as filhas dos homens. A descendência de Oannes deixou na Terra um núcleo de reis-sacerdotes que estabeleceram uma tradição secreta e sagrada cuja comunicação é chamada de Ultraterrestrial.

“Os Filhos de Cuxe: Sebá, Havilá, Sabtá, Raamá e Sabtecá. Cuxe gerou a Ninrode, o qual começou a ser poderoso na Terra”. Gênesis 10:7,8. 
                                     
        Continua em meu livro A Conspiração Anunnaki

quinta-feira, 10 de março de 2016

A PORTA DA ALMA - A PRIMEIRA CHAVE DE ENOCH PARA O DESDOBRAMENTO DA MOLÉCULA DE DNA

Foto de autoria desconhecida
Você tem contato com seres de outras dimensões?

Pode até ser que você tenha algum contato, isso é mais comum do que possamos imaginar. A porta da sua alma pode ter uma fresta por onde você se comunica com eles. 
Se você não teve até hoje nenhum tipo de contato e não consegue trafegar em outras dimensões, saiba que, tudo isso está perto de ser resolvido. Se a Ciência contemporânea der a sua colaboração, em breve, o homem passará a se comunicar com seres de outro mundo. E o que é mais importante, terá condições de trafegar entre as dimensões.
A dificuldade existe porque a porta da sua alma está trancada e acorrentada e o acesso para outras dimensões se torna impossível. Enquanto a Ciência não encontrar o segredo da fechadura, o homem se encontrará ancorado na terceira dimensão. O papel é da Ciência, não das religiões!! Segundo Deus das Lacunas, Deus começa onde a Ciência termina. Talvez a Ciência seja a forma científica de provar a existência de Deus. Que ironia do destino! Nós sempre acreditamos que a Salvação da Humanidade está nas mãos das religiões, porém, a salvação da Humanidade está nas mãos da Ciência! Por isso mesmo que, sempre houve um repúdio da Ciência por parte das religiões. Sem as descobertas sobre as propriedades da molécula de DNA e a sua interação com a Terra, não será permitido o desdobramento dessa molécula ou do seu corpo nos moldes de outras dimensões.
O DNA tem propriedades quânticas inexploradas pelo homem. Existe um campo energético ao redor de cada um de nós que é multidimensional e que possui oito metros de largura e se chama MERKABAH.  Este campo é gerado por cerca de 100 trilhões de moléculas de hélices duplas de DNA dentro de todas as suas células, com efeitos desconhecidos pela Ciência contemporânea. 
Estudos realizados em 1953 por Watson e Crick, defendem a teoria da elucidação da estrutura da dupla hélice do DNA, com a conseqüente descoberta dos mecanismos de replicação dessa molécula e propriedades quânticas ainda desconhecidas. A Biologia Molecular está em constante avanço e atingirá fronteiras além do conhecimento. 
Descobrimentos futuros sobre esse assunto poderão nos livrar das amarras do tempo, nos permitir trafegar por outras dimensões ou mesmo conversar facilmente com seres de outros mundos. Por enquanto, estamos incapacitados porque o nosso DNA possui uma  forma geométrica que não consegue se desdobrar pelas condições eletromagnéticas da Terra. Assim, o próprio DNA serve de cadeado para impedir o nosso acesso além do tempo e do espaço, ele nos ancora na Terceira Dimensão. Precisamos transcender a nossa limitação do espaço tempo. Para isso, a Ciência de nosso tempo precisa URGENTE descobrir a fórmula para mudar a configuração geométrica da molécula de DNA do corpo humano. 
Hermes Trismegisto identificou e comprovou a existência do campo magnético que existe ao nosso redor, como nos ensinou a manipular as moléculas de DNA para obtermos outra configuração. Ele chamou essa configuração de adaptação dos Campos de Merkabah ou corpo de luz. A Ciência precisa apenas seguir os passos do Hermetismo. Está tudo explicado lá, que raios de cientistas que não colocam as teorias de Trismegisto em prática??? Parece que, entidades multidimensionais estão gritando isso através de Crop Circles, porque esses ufólogos, cientistas não entendem? 
Veja as figuras abaixo que consistem na representação de Merkabah em um Crop Circle e também uma figura representativa do campo de Merkabah do homem. Agora eu te pergunto: adianta os Crop Circles nos advertirem sobre a configuração de nossas moléculas de DNA? Adianta eles expressarem uma linguagem tão inteligente para nós? 



Mas onde fica a porta da alma?
A porta da alma é a glândula pineal. Uma estrutura calcificada do tamanho de um caroço de laranja (em média 12 mm) localizada em parte do epitálamo, no cérebro. É frequentemente vista em radiografias simples do crânio devido a sua calcificação. Essa porta é trancada por um código que está diretamente ligado à codificação do DNA, à força da gravidade e à Frequência Schumann (frequência da oscilação da Terra).



Assim, a Glândula Pineal está atrelada à dinâmica da Terra. A Frequência Schumann e níveis de força gravitacional agem diretamente na ressonância morfo-genética do homem. Ou seja, a frequência da oscilação da Terra, a manipulação gravitacional e magnética da Terra, a composição do solo e a dinâmica geológica da mesma estão intimamente ligadas à nossa Glândula Pineal. É essa a primeira chave mestra para abrir a Porta da Alma.
Se o homem conseguir equalizar a energia eletromagnética de uma determinada aérea da Terra, ele conseguirá mexer no seu campo eletromagnético, em consequência, no seu campo mórfico, pois ambas as ressonâncias estão intimamente ligadas. A relação entre a capacidade cognitiva do homem e o magnetismo da Terra consiste na PRIMEIRA CHAVE DE ENOCH. 
Einstein dedicou seus últimos anos buscando uma teoria unificada da gravitação e do eletromagnetismo da Terra. Ele concluiu que, a gravidade é responsável pela deformação do tempo e do espaço. Dessa forma, constata-se que, a dinâmica do tempo está diretamente ligada à força da gravidade. O que, também comanda o nosso relógio biológico através do nosso DNA. Além disso, a gravidade é responsável pela curvatura ou deformação da linha do tempo. Perceba que, estamos enroscados nessa linha curva e dinâmica do tempo. Nós não vencemos o tempo ainda porque nós não entendemos a sua dinâmica em relação ao nosso DNA!!! Porque nós somos para o Universo a configuração de luz que nossos DNA representa. Em outras palavras: Para Deus nós somos meras formas geométricas de luz, estando em constante vibração - dinâmicas. E a configuração do tempo está desalinhada com a nossa configuração, nos fazendo prisioneiros do tempo!! Fazendo de nós limitados para raciocinar, para aprender,  para pensar, para TUDO!! Nós somos aquilo que o ambiente eletromagnético faz que sejamos!  
Existem estudos que afirmam que o homem que mora em regiões onde há menor incidência de força magnética possui capacidade cognitiva mais aguçada (percepção, memorização, aprendizado, rapidez de raciocínio, etc). Ou seja, em áreas onde o magnetismo é menos denso, existe maior índice de mentes brilhantes. Lembrando que, fenômenos elétricos e magnéticos estão profundamente correlacionados, apesar de possuirem naturezas diferentes. Acredita-se que, em lugares com menor densidade magnética a curvatura do tempo é diferente. Um exemplo é a Califórnia, onde concentra a parte mais inovadora da ciência tecnológica, sendo considerado o celeiro de mentes brilhantes.Por coincidência, o Estado da Califórnia é rico em minérios, principalmente o ouro. Lógico que a presença de metais no solo de uma região afeta o efeito eletromagnético do local. Certos metais emitem elétrons quando atingidos por luz (Efeito fotoelétrico). 
De forma irremediável, existe uma relação entre o magnetismo da Terra e o cérebro humano, afetando a velocidade de aprendizado. Quanto maior o magnetismo, mais tempo levaremos para pensar. Menor é o magnetismo, mais velocidade de pensamentos. Dessa forma, a porta da alma humana além de trancada por um código que tem acesso diretamente ao Sistema nervoso centra. E também está acorrentada na grade de luz da Terra. 

 Em volta do corpo humano existem ondas eletromagnéticas provocadas pela atividade celular que se dá através dos seus impulsos elétricos. Assim, quem comanda a geometria das nossas moléculas de DNA é a grade energética da Terra. Assim, nosso corpo sofre as mudanças da frequência e atividade do nosso planeta.
As chaves de Enoch nos ensinam como fazer a configuração do DNA de nossos corpos. As chaves são várias, uma delas é ligada à Geologia e outras são relacionadas a percussões de sons, alimentação, etc, para que possamos configurar esse tal de DNA divino que nos conecta ao cosmo.
 No Antigo Egito, as Chaves de Enoch eram as chaves dos sons de uma matriz vibratória que afetavam diretamente o sistema nervoso e produzia curas.
Ainda relacionado a glândula pineal é importante dizer que, ela dá acesso a um campo que o homem pouco sabe sobre ele. Trata-se do Campo Mórfico. 
Assim, a porta da alma dá acesso a um espaço chamado Campo Mórfico. É o Campo morfogenético do homem que o libertará da prisão do tempo. O que vem a ser campo mórfico? 
Sabe aquele instinto que faz todos os coelhos do mundo serem loucos por cenoura? Nenhum coelho da América do Sul contou ao coelho da América do Norte que é bom comer cenouras. Esse hábito está gravado no campo-mórfico presente em todos os coelhos. Ou seja, o campo-mórfico é o responsável pela mesma conduta nos seres vivos, pois os campos-mórficos invisíveis se comunicam entre si, mesmo estando distantes. 
Campos-mórficos são campos de ordem que organizam estruturas auto-organizadas, guardando a memória repetitiva transmitida de geração para geração. No ser humano, o campo mórfico coloca o homem na linha linear do tempo e do espaço: passado, presente e futuro. É ele que nos coloca na prisão do tempo. Para que o homem se veja livre do tempo, ele precisará mexer na ressonância mórfica do seu campo-mórfico. Os Iniciados do Antigo Egito ficavam dias meditando dentro das Pirâmides, usando utensílios como vasos de alabastros, granito vermelho e cristais para ampliar a ressonância mórfica.


Nós precisamos decodificar a PRIMEIRA CHAVE DE ENOCH para que possamos destrancar a Porta da Alma. Isso consiste em mudar a forma geométrica da nossa molécula de DNA. No Antigo Egito, as Chaves de Enoch consistiam nas chaves dos sons de uma matriz vibratória que afetavam diretamente o sistema nervoso e produzia curas.
Decodificar a primeira Chave de Enoch depende da Ciência do nosso tempo. Pois essa decodificação está ligada à geologia. Precismos mexer na constituição do solo, construir monumentos como pirâmides, assim como fizeram os antigos egípcios. Foi para isso que eles construíram tantos monumentos que até hoje ninguém descobriu para que foram construídos. É necessário recalibrar as terras de determinada aérea, para que assim, haja uma interferência benéfica nas moléculas de DNA. Esse procedimento foi chamado de Recalibração dos Campos de Merkabah do Antigo Egito. ( Esse assunto você poderá encontrar em meu livro A Conspiração Anunnaki).

A evolução da Humanidade depende também de mudanças geológicas.

Se o homem conseguir equalizar a energia eletromagnética de uma determinada aérea da Terra, ele conseguirá mexer no seu campo eletromagnético, em consequência, no seu campo mórfico, pois ambas as ressonâncias estão intimamente ligadas.


Segundo os ensinamentos de Hermes Trismegisto, os primeiros habitantes do Antigo Egito, os Filhos do Fogo, mexeram nas Terras do Rio Nilo, para que o Iniciado de tempos mais tardios conseguisse adquirir um alinhamento do corpo e da sua mente, ou seja, conseguir abrir a Porta da Alma.
 Assim, o Egito se tornou um observatório astronômico natural, pois o seu solo e os seus antigos mega monumentos passaram a consistir em um sistema de espectroscopia de alta resolução. Eles fizeram isso através de técnicas geológicas, mudando o curso do rio Nilo, enriquecendo o subsolo com agentes minerais, construindo monumentos revestidos com produtos como calcário, granito, sílica, alumínio e basalto com o intuito de arrancar elétrons da superfície dos monumentos e criar um tipo de energia diferente. Eles conseguiram aumentar a luminosidade do Egito, fizeram captar energia do núcleo da Terra através de um sistema chamado Tokamak. As pirâmides foram construídas para servirem de computadores geofísicos.
Existem trabalhos onde há uma comparação entre a semelhança da composição do solo do planeta Marte e algumas regiões do Egito como a cidade de Aswan, um solo rico em sílica, alumínio e basalto, funcionando como uma bola de bilhar, produzindo um efeito de luminosidade ou efeito fotoelétrico como citado no Enunciado de Lavoisier.  Ou seja, os minérios introduzidos artificialmente no solo do Egito pelos Filhos do Fogo foram capazes de ejetar elétrons, funcionando como uma bola de bilhar, expandindo a luminosidade gerada pela carga eletromagnética local. Por isso, o Egito foi chamado Estado de Pedra, devido ao seu solo rico em minerais. 
Após a Recalibração dos Campos de Merkabah da Terra, os Iniciados do Antigo Egito sofriam uma decodificação cerebral para que pudessem acessar o seu campo mórfico e sofrer uma transposição dimensional (alguns Iniciados).  
Como o homem no decorrer do tempo não se importou com os ensinamentos de Hermes Trismegisto, a própria Terra está sofrendo uma mudança para que o DNA do homem sofra a transformação desejada ou seja expurgada de uma vez por todas. Ou seja, nos últimos anos, o homem está passando por uma Cristalização das moléculas do DNA, onde parte da Humanidade conseguirá atingir um elevado nível espiritual.Atualmente, o planeta está passando por mudanças através de um tempo fractal. Isso faz com que ocorra o despertar da consciência do homem, fazendo com que ele tenha uma conexão mais profunda com o seu Eu Superior.A mudança no DNA do homem está sendo feita de modo natural, já que a Humanidade não foi capaz de despertar para essa verdade, mesmo tendo exemplos de civilizações que passaram pela Terra.

Um beijo na alma de cada visitante! Paz e Luz!
(Mais informações em meu livro A Conspiração Anunnaki)

 Referências bibliográficas:
SAMPAIO, Annabel. A Conspiração Anunnaki. Editora De Geneve, 2015.