Obras

Autora dos livros:

* Anunnakis, os Deuses Astronautas - Editora Madras
* A Conspiração Anunnaki - Editora De Geneve
* Ouro de Ofir - Alquimia do Antigo Egito - Editora De Geneve
* Efeito Exillis - O Segredo das Sociedades Secretas
* Mito - Livro de Poesias
* Operação Rhesus - Em busca do Elo Perdido ( Recém lançado. Maio 17)
* 2162 - O Código Secreto de Hitler (novel - LANÇAMENTO EM JUNHO 17)

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

O EFEITO EXILLIS E O SEGREDO DA LONGA VIDA


Vamos ter uma conversa bem ao pé do ouvido?
Precisamos falar baixinho, pois esse assunto, apesar dessa postagem apresentar um respaldo científico caprichado, esse assunto não deixa de ser estranho.

Você acredita que atualmente existam homens que estejam vivendo em média 400 anos?
(Ahhh! Já sei...Você logo pensou em Edward Cullen da Saga Crepúsculo, não foi? Ehehe)
Mas eu não estou falando de vampiros! Estou falando de seres humanos. Veja a foto acima.
Um desses homens da foto foi Karl Marx, nascido em Tréveris, em 1818 (193 anos hoje). Karl Marx, nasceu em Tréveris, em 5 de maio de 1818. Ele foi um intelectual, filósofo e revolucionário alemão, fundador da doutrina comunista moderna. O outro homem é um trabalhador rural que vive em nosso século, sem dados exatos sobre a sua identidade.

Sinceramente, você não acha que pode ser a mesma pessoa?

De imediato você acabou de responder que estou maluca, não foi?
ACERTEIII!
Entretanto, quem garante que Karl Marx não possa ter encontrado A FONTE DA LONGEVIDADE e estar vivendo em nosso século, alí, bem escondido naquele casébre da Serra da Mantiqueira? ( Desculpe, exagerei agora! rs Amo a Serra da Mantiqueira...rs)

Afinal, por que você achou que essa hipótese é inaceitável?
O que diz o Evangelho sobre os patriarcas do Antigo Testamento?


Diz que Abraão, Noé e vários deles possuíam uma genealogia perfeita e viveram em média 400 anos. Sarah engravidou aos 98 anos de idade, não é isso que diz a Bíblia?
Então, porque você duvida tanto?
Porque somos um bando de carnívoros, embestados a comer hamburguer, bacon e batata frita?

Bem, que tipo de confirmação você precisa para checar a veracidade dessa postagem?
Histórica ou científica?
Vamos com calma...

Rei Salomão

Na época do Antigo Testamento, bem como, na época do Rei Salomão, existiam os Segredos das Antigas Tradições. Havia naquela época, Escolas de Alquimia que mantinham esses segredos entre os sábios. Um desses segredos, era o da Sabedoria Alquímica ou o Segredo da Vida Longa e da Juventude.

A história afirma que o Rei Salomão era portador de uma sabedoria alquímica, um segredo, denominado Segredo do Ouro de Ôfir ou Pedra de Fogo. Tomei a liberdade de denominá-lo Efeito Exillis em meu romance Efeito Exillis – Os Segredos das Sociedades Secretas.

A princípio, esse Segredo foi mencionado no Livro de Toth, nos Segredos de Trithemius, nos Manuscritos de John Dee, nos Manuscritos do Professor Fillipow, nos Manuscritos de Woynitch, nas Stanzas de Dzyan e em outros livros importantes da história. Todavia, a humanidade foi impedida de ter conhecimento sobre a Sabedoria das Antigas Tradições.

Esse Segredo incomodava tanto a Igreja de Roma, que ela instaurou as Cruzadas para disseminar o eliminar as provas do mesmo. Eles recolheram objetos sagrados, queimaram bibliotecas como a de Alexandria e outras. A Santa Inquisição calou os sábios, feiticeiros e quem soubesse dessa Alquimia. Tudo em nome da fé e da lei religiosa. O Segredo chegou a ser um incômodo tão grande para a Igreja, que a mesma declarou no Concílio de Trento em 1547, que a sabedoria do Graal era uma heresia não oficial. Aliás, tudo que era ligado a esse Segredo era considerado uma heresia, motivo para ser queimado na Fogueira Santa.

Entretanto, esse Segredo prevaleceu para uma minoria e se calou para a humanidade. Que Segredo é este?

Esse Segredo é o poder da Pedra Filosofal, o Ouro Monoatômico, e a variável de seu estado de matéria, o Maná. Você já parou para pensar que o Maná, tão citado na Bíblia, foi banido do mundo? Quem poderia ter escondido o Maná das novas gerações? Por acaso, o Maná não representa um Segredo de Estado? Não teria os governos acesso ao minério que origina o Maná? Pense nisso...

Mas o que vem a ser o Maná?

Segundo o modelo atômico de Bohr, o Maná tão citado no Evangelho é um estado variável de um minério desconhecido por nós: o Ouro Monoatômico. Preste atenção! Não é o Ouro conhecido por nós, mas um minério totalmente diferente, responsável pelo
milagre da Alquimia antiga devido a sua capacidade de levitação Magnética e sua ação antigravidade. Esse minério é capaz de produzir vários efeitos como levitação, supercondutividade, propriedades rejuvenescedoras, desafio à gravidade, etc.

Excede em peso igual a quantidade de Ouro, embora mesmo uma pena possa inclinar a balança mais leve que ela. Wolfram Von Eschenbach.

Havia duas outras espécies de Pedra de tal virtude, que uma delas nunca queimaria, a Pedra Marbyll. A outra, não afundaria na água, chamada de Latres. E será escrito toda a ciência contida nessas...Mathew Code Manuscript ( Manuscrito do Mar Morto).

O Segredo do Ouro Monoatômico recebeu através do tempo referências codificadas que foram preservadas através de uma longa linhagem de tradição Secreta. Trata-se de um pó branco que tem propriedades curativas, que se alinha às células para transportar energia luminosa capaz de dispersar bloqueios e desequilíbrios que chamamos de doença ou enfermidade.

Existe uma obra de um filósofo britânico, Filaleto, escrita em 1667, intitulada Segredos Revelados, reverenciada por Isaac Newton, Robert Boyle e outros . Este tratado descreve um minério que transmuta metais comuns em ouro. Abaixo alguns trechos desse tratado:
"Nossa pedra é o ouro, que quando digerida ao mais alto grau de pureza e fixação sutil … Nosso ouro é o objetivo final da Natureza. Ele é chamado de Pedra ou Metal Nobre, em virtude de sua natureza fixa, que resiste à ação do fogo, bem como qualquer pedra. Na espécie, é de ouro, mais pura que o mais puro, que é fixa e incombustível como uma pedra, mas sua aparência é a de um pó fino".

No século XV, o alquimista Nicolas Flamel escreveu que o Pão da Luz tinha uma conotação de dimensão sobrenatural, sendo a Pedra Filosofal, a dádiva dos deuses, o Pão da Vida, O Mfkzt do Antigo Egito. Por isso, ela só podia ser manipulada pelos sacerdotes e só podia ser ingerida pelos reis e pelos deuses da antiguidade, pois a mesma possuía propriedades anti-envelhecimento, de regeneração de tecidos, de aumento de percepção e aptidão para níveis extraordinários de consciência.

E qual seria a correlação entre o Ouro Monoatômico e a vida longa?

Esse pão da vida é composto por Irídio, Rutênio e Platina, que auxiliam na interação de DNA e do corpo celular. Lembrando que a Platina em seu estado de Spin Alto Monoatômico ativa o Sistema Endócrino Glandular, fazendo com o que o homem atinja um estágio avançado de consciência. Esse miraculoso produto age diretamente na Glândula Pineal, aumentando a produção de Melatonina.

Ao consumir o Ouro Monoatômico, o corpo humano pode adquirir luminosidade, justificando alguns trechos bíblicos e dizeres das Tabuletas Sumérias que mencionam que " Filhos de Deuses brilhavam como o Sol". A elite dirigente dos sumérios, babilônios, fenícios e antigos Egípcios utilizaram esse conhecimento, potencializando suas mentes e obtendo progressos jamais adquiridos pelo homem contemporâneo.

O físico nuclear Daniel Sewellward, no Fórum da Associação Internacional de Nova Ciência afirmou que deve ter existido uma ciência básica e de grande importância capaz de explicar respostas que continuam anômalas através dos séculos.
Porém, uma coisa é certa, essas explicações constituem segredos guardados em nossos dias pela Comissão Trilateral e Organizações Secretas. É a Caixa de Pandora. Até quando ela se manterá fechada para a humanidade?

Porém, no final de 1970, um rico produtor de algodão chamado David Hudson encontrou o Ouro Monoatômico em sua fazenda no Arizona. Ele resolveu patenteá-lo em 1986, no Laboratório de Pesquisas da IBM, em Zurique. Analisando a patente, ele descobriu que o Ouro Monoatômico é um excelente supercondutor e os patenteou de ORMES - Orbitally Rearranged Monoatomic Elements. O Instituto Niels Bohr, da Universidade de Copenhague confirmaram suas propriedades. Todavia, esse fazendeiro quase foi levado à loucura! Ele foi multado por milhões de dólares pelo governo norte-americano,que alegou danos ao meio ambiente. Atualmente, o ORMES e´utilizado pelos Trens bala na Europa, devido a sua capacidade de levitação. Lembrando que, os trens levitam sobre os trilhos.

O ORMES é um metal rico em elementos de transição, principalmente de Irídio. O cristal de Irídio é raro em nosso planeta e brilha como o vidro. Foi trazido à Terra por meteoritos. Sua aparência de vidro condiz com o Sappir, o mineral presente no Monte Horebe citado no Evangelho, em Êxodo 24:10. Na Suméria era conhecido como ADAMAS, também chamado de Shem-na-na ( Pedra de Fogo) ou Mfkzt. Nada mais é que a Pedra Graal ou Pedra de Schethiyâ do Rei Salomão. Um minério que foi utilizado como dispositivo de levitação no Sanctum Sanctorum, no Templo de Jerusalém, capacitando a Arca da Aliança a levitar dois dedos do chão.

Quando o ORMES é aquecido a 850 graus centígrados, ele perde o seu peso, levitando. O Ouro Monoatômico ou o ORMES da atualidade é capaz de sofrer o Efeito Meissner.
Ele é monoperpétuo e possui o efeito de Esvaecimento, no qual uma substância emparelhada ao lado de seu recipiente desaparece ou é transportada para outra dimensão. Também pode levitar, pois ela pode adquirir peso zero. Esse é o Segredo da construção das Pirâmides do Egito, pois os blocos pesando toneladas eram levantados à altura através do Ouro Monoatômico - Segredo das Grandes Construções mencionado em uma postagem antiga desse blog.

Todavia, o que mais chamou atenção do ORMES é a sua propriedade benéfica sobre a vida vegetal e animal. O efeito desse elemento em relação à juventude, regeneração de tecidos, cura de doenças e longevidade é fenomenal. Alguns estudos recentes sugerem que esse elemento atua diretamente nas funções de DNA codificando proteínas.

Ele atua mais especificamente nos "Junk DNA", identificando-o. Além de sugerir uma supercondutividade e excelente regeneração de células cancerosas. Esse elemento tem sido testado em laboratórios farmacológicos de elite, sendo testados em culturas de células neoplásicas ou cancerosas. O resultado foi excelente, comprovando que esse elemento não produz nenhuma toxidade para as células, além de demonstrar um acentuado efeito sobre as células vermelhas ou eritrócitos que ficam mais arredondadas e separadas, além de reduzir a quantidade de detritos no soro sanguíneo.

Então, qual é a atuação do Ouro Monoatômico no organismo a fim de restaurar a juventude e oferecer a longevidade?



A atuação do Ouro Monoatômico ou ORMES se dá diretamente nos Telômeros das células, fechando-os em sua porção distal, mantendo os cromossomos alongados e intactos. Assim, a renovação celular será com o mínimo de mutação possível, mantendo o organismo com células jovens e intactas.
Os Telômeros são estruturas constituídas por fileiras repetitivas de proteínas e DNA não codificante que formam as extremidades dos cromossomos. Sua principal função é manter a estabilidade estrutural do cromossomo.
Cada vez que a célula se divide, os telômeros são encurtados. Como estes não se regeneram, chega a um ponto em que não permitem mais a correcta replicação dos cromossomas e a célula perde completa ou parcialmente a sua capacidade de divisão. Por isso o homem envelhece, pois os telômeros se esgotam e não há mais a regeneração da célula, não há mais divisão correta das mesmas e assim ela morre.

A estimativa do tempo de vida que o individuo ainda poderá viver está diretamente relacionado com o tamanho dos telômeros de suas células. Sabemos que, futuramente, a avaliação da saúde também poderá ser feita pelo tamanho e aspécto dos telômeros colhidos nas células brancas do sangue.

A maior expert no assunto é a Dra. Elizabeth Blackburn, que ganhou o prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina, em 2009, justamente por suas pesquisas em telômeros. Ela Dra. Elizabeth Blackburn defende também uma associação entre o encurtamento dos telômeros e o risco para várias doenças comuns complexas tais como doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer, bem como alterações psicológicas crônicas tais como depressão e “stress” pós-traumático.

Dessa forma, o Ouro Monoatômico protege os telômeros do efeito degenerativo da velhice. Esse minério reconstrói o organismo a nível atômico e molecular. Um trabalho para a Nanotecnologia explicar, ou seja descobertas que existem em escala nano, ou seja, menos que 100 nanômetros (nm) em tamanho. Cito a Nanotecnologia, pois nessa escala ,nem as leis da Física Quântica continuam sendo válidas para explicar o que exatamente acontece.

Sabemos que o desejo de não envelhecer está arraigado no homem. Entretanto, no passado, o método utilizado pelos alquimistas da luz e deuses para adquirir a Longevidade consistia na ingestão do Ouro, a luz dourada da longevidade.

MAIS INFORMAÇÕES EM UM DOS MEUS PRÓXIMOS LIVROS. Beijo no seu coração! Hoje foi um dia muito especial e feliz de minha vida. Quero deixar registrado para sempre o dia 20 de janeiro de 2012. Um dia inesquecível! Dou graças por ele.

5 comentários:

Rock And Roll - Blog New Age disse...

não demora! acho "mto massa" esse seu blog em breve comprarei seus livros tbm...abraco

Efeito Exillis disse...

Grata! Prometo que me esforçarei para que meu blog continue massa. E você é um grande motivo para que eu me esforce.
Beijo na alma! Annabel Sampaio

Anônimo disse...

Por favor me diga
Onde eu acho esse ouro?
risosos apos uma certa idade ja viu ne?
Um abraço.
Falando serio,sera que acharam esse ouro algum indicio,ou isso e mais uma invenção de algum cientista crazy?

Anônimo disse...

Acho que tepende da estrutura do ADN,e seu efeito, tem que respirar, porque queriam ouro os Anunaki.

Sergio Silva disse...

http://www.youtube.com/watch?v=UNxKyO14KzE--veja esse video,que fala sobre o mesmo assunto.