Obras

Autora dos livros:

* Anunnakis, os Deuses Astronautas - Editora Madras
* A Conspiração Anunnaki - Editora De Geneve
* Ouro de Ofir - Alquimia do Antigo Egito - Editora De Geneve
* Efeito Exillis - O Segredo das Sociedades Secretas
* Mito - Livro de Poesias
* Operação Rhesus - Em busca do Elo Perdido ( Recém lançado. Maio 17)
* 2162 - O Código Secreto de Hitler (novel - LANÇAMENTO EM JUNHO 17)

quinta-feira, 9 de junho de 2011

AS ALGEMAS DO TEMPO - POEMA DE MINHA AUTORIA


Com esse poema de minha autoria eu recebi MEDALHA DE PRATA essa semana na Exposição de Literatura e Artes Visuais no II Salão de Artes Plásticas ABD do Museu Histórico do Exército (Forte Copacabana – Posto 6). Com esse mesmo poema estou participando também em uma Antologia em Genebra, na Alemanha e na França.
As algemas do Tempo

Quem trancafiou a mente humana, se o universo é amplo, cognitivo e livre?
O homem se encontra encarcerado em seu cérebro, acorrentado pelas algemas do tempo que se trancam pelo lado de fora da vida.

Lá se encontra aquele que sonda os pecados do mundo, que faz da mente da humanidade uma vigília permanente e controlável.
Quem é você, que fica a zombar do tempo calculado pelo calendário dos homens?
Você que tem a plenitude da vida e trabalha no atalho da alma.
Que não está isento de culpa e tem o corpo vestido de morte.

A percepção humana é como folha de papel que se rasga em passado, presente e futuro.
Se o homem se despir da ilusão do tempo, ele será expulso com o seu retalho de vida.
Se existir o Caos, o homem escapará, por alguns segundos, da prisão da mente.
Como uma borboleta errante, ele baterá asas e voará até o futuro, trazendo o déjàvu.

Se ele receber o sopro na alma, ele desvencilhará das algemas do tempo.
Um suspiro lhe escapará do peito e num breve aceno,
Vestido de nascimento...
Ele passará pela porta da morte.
Annabel Sampaio

Nenhum comentário: