Obras

Autora dos livros:

* Anunnakis, os Deuses Astronautas - Editora Madras
* A Conspiração Anunnaki - Editora De Geneve
* Ouro de Ofir - Alquimia do Antigo Egito - Editora De Geneve
* Efeito Exillis - O Segredo das Sociedades Secretas
* Mito - Livro de Poesias
* Operação Rhesus - Em busca do Elo Perdido ( Recém lançado. Maio 17)
* 2162 - O Código Secreto de Hitler (novel - LANÇAMENTO EM JUNHO 17)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O PROJETO HAARP - HIGH FREQUENCY ACTIVE AURORAL RESEARCH PROGRAM


No livro Efeito Exillis, a personagem Valentine sofre um rastreamento e a influência eletromagnética do Sistema HAARP. A Influência eletromagnética que pode provocar danos cerebrais devido à exposição de ELF (435 MHz a 1080 MHz) e VLF. Por isso, resolvi abordar aqui esse questionável projeto com base em algumas pesquisas que realizei.

O Projeto HAARP _ É um projeto de Pesquisa de Alta Frequência Auroral Ativa que foi idealizado pelos Estados Unidos da América (Pentágono) e utiliza uma tecnologia de ondas de rádio super-potentes que são capazes de aquecer as zonas da ionosfera, ampliando a natureza das comunicações de rádios por faixas longas. A Ionosfera é a camada da atmosfera superior que consiste em uma camada de plasma e que se estende de 35 milhas a 500 milhas sobre a superfície da Terra.

Esse projeto localiza-se em Gakona, no Alasca, a oeste do Parque Nacional Wrangell- San Elias. O local é considerado de importância estratégica para diversos fatores como: centralizar as comunicações entre paises, identificar os locais onde ocorrem o maior número de auroras boreais do mundo e onde se desintegram os meteoritos.

O projeto HAARP é conduzido pela Universidade do Alasca e gerenciado pelo DARPA, Defense Advanced Reserach Projects Agency (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa). Iniciou-se em 1993, sob o título de Experimento Científico de Comunicação e consiste em um instrumento apto a controlar a Ionosfera através de ondas eletromagnéticas que retornam à superfície terrestre, mofificando a composição molecular da região escolhida, ampliando as concentrações de ozônio, de nitrogênio e de outros gases, provocando o aquecimento ionosférico, além de que a emissão de alta frequência do HAARP pode incidir sobre os seres humanos provocando vários efeitos maléficos ao organismo humano, como também danos gravíssimos à Ionosfera e ao campo magnético terrestre.

Se um instrumento é capaz de controlar a Ionosfera, ele também é capaz de alterar o clima em diversas regiões do planeta, "bloquear" ou "controlar" o sistema de comunicação, mapear imagens subterrâneas, além de induzir pessoas a comportamentos estranhos.

O HAARP pode influenciar o comportamento humano através de ondas de interferências magnéticas (Emi Electro magnetic interference), desde que é capaz de operar na mesma faixa de frequência baixa do cérebro humano, inclusive, possibilitando que seus operadores enviem pensamentos dirigidos diretamente à cabeça das pessoas,uma espécie de manipulação mental, excitando, deprimindo, induzindo rendição, obediência, suicídio, etc.

Suas ondas podem também desabilitar equipamentos de comunicação eletrônicos, utilizando pulsos eletromagnéticos controlados (EMP: electro magnetic pulse).
Podem causar terremotos usando freqüências de som que causem ressonâncias nas placas tectônicas. Teoricamente é possível produzir terremotos ou pontos de ruptura por microondas, através da expansão das moléculas de água do interior das rochas.

Além de ter uma tecnologia capaz de criar uma super-arma eletromagnética, de promover modificações climáticas que comprometeriam o meio ambiente global. O HAARP é considerado um protótipo para um sistema de armamento sem precedentes no planeta. Existem investigadores que consideram o HAARP como um protótipo do Sistema Guerra nas Estrelas, possuindo radares de longo alcance, capaz de destruir mísseis intercontinentais, queimar circuitos eletrônicos de satélites espiões ou derrubar redes de comunicação de rádios inimigos.

Como questiona esse video: TERREMOTO NA CHINA FOI PROVOCADA PELO SISTEMA HAARP?
http://humbertocapellari.wordpress.com/2008/06/05/terremotos-na-china-foram-provocados-pelo-sistema-haarp-video-de-10-minutos-em-ingles/
Coincidentem/ esse video antecede minutos antes do terremoto na China, um efeito de Aurora Borealis
http://www.youtube.com/watch?v=hzVamNQzfYA

O Projeto HAARP iniciou-se na década de 90 e foi financiado pelo Pentágono, está sob coordenação da USAF ( United States Air Force) através da universidade do Alasca ( em Gakona ) ( http://www.haarp.alaska.edu/ ) e da USNAVY através do Naval Research Laboratory (http://server5550.itd.nrl.navy.mil/projects/haarp/index.html)
Para fins militares o Haarp teria várias aplicações, por exemplo: inutilizar equipamentos eletrônicos do inimigo, detectar mísseis e aviões de baixo nível, detectar depósitos subterrâneos de armamento de um país inimigo ou armas nucleares, novo sistema de comunicações entre submarinos, etc.

As instalações do HAARP estão cercadas por arame farpado e consistem em 180 antenas organizadas em 15 colunas, com 12 antenas em cada uma, numa área limpa da floresta negra que se estende por centenas de milhas pelo Alasca. Concluído em dezembro de 1994 e agora sendo testado, o campo de antenas é a parte visível de um poderoso e sofisticado transmissor de rádio de alta freqüência.
Por meio dessas antenas HAARP podem transmitir bilhões de watts de energia para a atmosfera, fazem ferver a ionosfera transformando-a numa "antena", e enviam reflexos de volta para a Terra. Enviam para o alto ondas ELF, de freqüência ultra baixa, mas elas regressam em ondsa longas, podem posteriormente enviar enormes quantidades de energia para onde queiram. Parece que querem aumentar o número dessas antenas para 361 antenas.

Os EUA investiram dezenas de milhões de dólares para essa tecnologia de tomografia de penetração da terra, intensas radiações podem usar-se para observação da terra a km de profundidade ( para encontrar bases subterrâneas de armamento, etc). Porém, essas freqüências elevadas perturbam as funções cerebrais humanas.
O próprio "Airpower journal" em 1996 disse que o exército americano está a desenvolver armas psicotronicas e eletrônicas, não letais, para afetar humanos.
FONTE: http://www.fimdostempos.net/haarp.html


De acordo com o gerente do programa, John L Hecksher, do Laboratório de Phillips na Base da Força Aérea de Hanscom, Massachusetts, as aplicações militares em potencial desta pesquisa HAARP incluem o desenvolvimento de um detector de cruzeiro para projéteis e comunicação com submarinos para o Departamento de Defesa . " Embora HAARP esteja sendo administrado pela força aérea e Marinha, é puramente uma instalação de pesquisa científica não oferece nenhuma ameaça a adversários potenciais e não tem nenhum valor como um objetivo do exército", diz ele. Mas esta é só a parte publicamente anunciada do programa.

HAARP também tem um programa de trabalho secreto que consiste em encontrar metas militares mais exóticas como localizar fábricas de armas profundamente enterradas milhares de milhas - E ALTERAÇÃO ATÉ MESMO DO CLIMA LOCAL SOBRE UM TERRITÓRIO DE INIMIGOS.
Um documento interno de 1990, obtido por Ciência Popular, diz que as metas globais para os programas são as de controlar processos ionosféricos de um modo tal que melhore grandemente o desempenho do comando militar, CONTROLE, e sistemas de comunicações". E fornece uma descrição das aplicações seguintes:

* Injetar energia de freqüência alta de rádio na ionosfera para criar uma grande freqüência , extremamente baixa (ELF) utilizando as antenas para uma virtual topografia penetrante da Terra --perscrutando profundamente sob a superfície do chão, colecionando e analisando ondas ELF refletidas que se irradiaram de baixo acima.

* Aquecer as Regiões da ionosfera inferior e superior para formar Lentes " virtuais " e " espelhos " que possam refletir uma grande faixa de freqüências de rádio distante em cima do horizonte e descobrir projéteis de mísseis e aeronaves furtivas.

* Ondas de rádio ELF geradas na ionosfera para comunicação a grandes distâncias com submarinos profundamente submersos. E os documentos arquivados das patentes durante uma pesquisa de um esforço anterior que evoluiu mais adiante no programa HAARP esboçam as aplicações militares da tecnologia do aquecimento ionosférico:

* Criar uma " Proteção Global" completa capaz de destruir projéteis balísticos, aquecendo demais os sistemas deles de orientação eletrônica na medida em que voam por um poderoso campo de rádio-energia.

* Distinguir entre as ogiva de combate nucleares e os chamarizes sentindo a composição elementar deles.

* Nota publicada em 1995 sobre a MANIPULAÇÃO DO CLIMA LOCAL: Quando a instalação HAARP estiver construída completamente, vai incluir vários sensores e sistemas de análise. O seu coração é o campo de antena que agora (1995) é uma versão de demonstração de uma ordem planejada maior nomeada Instrumento de Pesquisa Ionosférica (IRI) que incluirá 360 antenas. O IRI é projetado para modificar temporariamente remendos da atmosfera superior de 30 milhas de diâmetro excitando, ou aquecendo os elétrones constituintes deles e íones com raios focalizados de poderosa energia de rádio.

Uma analogia doméstica seria um forno de microonda que aquece comida excitando suas moléculas de água com energia de microonda. Lentes virtuais e espelhos serão gerados dentro da ionosfera, e se o IRI funcionar como planejado, ao esquentar um remendo precisamente da ionosfera inferior, o IRI reduz sua densidade relativa para a atmosfera circunvizinha. Uma " Lente Ionosférica " assim formada pode focalizar um raio de rádio na ionosfera superior.

Normalmente, quanto mais altas as ondas de rádio-freqüência se radiodifundem do chão, mais é absorvido ou espalhado na ionosfera inferior, e poucas delas alcançam as tais altitudes. Logo o raio de rádio focalizado excita um remendo da ionosfera superior para formar um espelho virtual.

Finalmente, uma rádio comunicação radiodifusão notável pelo IRI, focalizada pela a lente e refletida pelo espelho pode ser dirigida bem acima do horizonte.
FONTES: http://www.doutrina.linear.nom.br/cientifico/Filosofia/Projeto%20HAARP.htm

Em relação a programação genética, a sugestão vai além do espectro de guerra biológica: sugere também a possibilidade de misturar ou rearranjar o nosso DNA. Este tipo de pensamento prevalece em certos dogmas da New Age, os quais indicam que a raça humana está passando por uma mudança transdimensional. Que anjos aparecerão para rearranjar nosso corpo de luz, de forma que você possa ressoar em uma oitava mais alta. Isto pode ser verdade, mas se anjos ou outros seres dimensionais estão fazendo isto, isto é muito teórico e sobrenatural. Se o governo secreto ou o complexo industrial-militar possui esta capacidade, nós estamos lidando com um cenário inegavelmente real. Seria real que as elitres estão intencionando manipular o DNA humano para evitar que o ser humanos migre para outra dimensão como afirmam tantas profecias para o ano de 2012?

Existe uma pesquisa séria que narra um caso de dano no revestimento de mielina em Susan Dare. Um efeito degenerativo observado nos casos de Multiple sclerosis, Esclerose Múltiplas, número de casos que vêm aumentando significativamente nos ´´ultimos anos.

Tudo isto significa que o sistema inteiro de Guerra nas Estrelas poderia ser usado para atacar nossos sistemas imunológicos e o bem-estar mental. Já sabemos que 400 a 450 MHz é a freqüência para a janela da consciência humana; e 435 MHz é a freqüência específica relacionada com a aparição de UFOs. Ela também provém da Via Láctea, e pensa-se que é a freqüência por trás de nossa realidade. O sistema Guerra nas Estrelas, ou pelo menos parte dele, transmite um sinal entre 1000 e 1200 MHz que é derivado de um raio de partículas baseado no nitrogênio. Este sinal é uma multiplicação de 435 MHz, a freqüência por trás de nossa realidade.

A programação genética sugere alguma coisa muito além do espectro de guerra biológica: sugere também a possibilidade de misturar ou rearranjar o nosso DNA. Este tipo de pensamento prevalece em certos dogmas da New Age, os quais indicam que a raça humana está passando por uma mudança transdimensional. Que anjos aparecerão para rearranjar nosso corpo de luz, de forma que você possa ressoar em uma oitava mais alta. Isto pode ser verdade, mas se anjos ou outros seres dimensionais estão fazendo isto, isto é muito teórico e sobrenatural. Se o governo secreto ou o complexo industrial-militar possui esta capacidade, nós estamos lidando com um cenário inegavelmente real. Há muitas possibilidades.

http://www.doutrina.linear.nom.br/cientifico/Filosofia/Projeto%20HAARP.htm

Uma outra possibilidade é que todo o projeto esteja sendo orquestrado para uma vasta experiência. Ele poderia ser para o melhor ou pior do contínuo [espaço]. Pode ser que os maus tenham planos, seja para entrar ou no mínimo subjugar toda a raça humana. Ao mesmo tempo, os bons, ou mestres ascenços, estão deixando-os agir até que possam pará-los no último minuto, e levar-nos todos para o próximo nível. Alguma variação deste tema também é possível. Há muitos diferentes mestres fantoches que poderiam estar envolvidos.
O Projeto HAARP está sob coordenação da USAF através da Universidade do Alasca (http://www.haarp.alaska.edu/) e da USNAVY através do Naval Research Laboratory (http://server5550.itd.nrl.navy.mil/projects/haarp/index.html).

OPINIÕES DE ESTUDIOSOS NO CASO:
Segundo Rogério Chola, no artigo USO DE ALTA TECNOLOGIA PARA FINS BÉLICOS-
O projeto denominado High Frequency Active Auroral Reserach Program (HAARP), começou com o título de "experimento científico de comunicação" e hoje está enquadrado na característica de "Estratégia / Inteligência Tática / Guerra Eletrônica". O objetivo seria o estudo da camada da atmosfera conhecida como Ionosfera. Hoje, sabe-se que a Ionosfera é uma camada de Plasma (o quarto estado da matéria e a susbtância mais comum que compõe o Universo conhecido). Esse estado é difícil de ser produzido e controlado em laboratório. Assim, a existência desta camada na Terra é uma excelente fonte de pesquisas e, claro, de "testes". Infelizmente, existem várias possibilidades com este projeto.
A Ionosfera tem a capacidade de permitir comunicações de longo alcance em alta e baixa freqüências, principalmente utilizada em sistemas militares e de vigilância. O Sol tem um efeito considerável sobre esta camada, através do "vento" solar (sun flares) e ejeção de massa coronal (CME´s), as popularmente conhecidas "tempestades solares", sendo capaz de provocar o total aniquilamento da comunicação via ondas eletromagnéticas (EM) em todo o planeta (vide o evento ocorrido em 03.08.1997, onde um "blackout" eletromagnético parou quase todos os EUA).
Outros fenômenos causados pela atividade solar são as "auroras" (eletrojatos ou "eletromotos") que podem alcançar a potência de milhões de ampères (intensidade de corrente elétrica) e provocar vários fenômenos, induzindo esta fantástica corrente elétrica através das "linhas de força" que formam a matriz (grid) eletromagnética terrestre.

Estes efeitos podem provocar desde mudanças no clima (com tempestades, furacões, relâmpagos) até mudanças no comportamento humano sob influência do forte efeito eletromagnético (EMI – Eletro Magnetic Interference). Modernas simulações realizadas em computadores da série Cray demonstram a enorme variação e turbulência que ocorre na Ionosfera durante uma "tempestade geomagnética solar". Enfim, se algo ou alguém pudesse controlar estes eventos, teríamos um poderoso instrumento capaz de alterar o clima em certas regiões, eliminar o sistema de comunicação de um país e induzir a comportamentos "estranhos" na população e o aniquilamento de equipamentos militares eletrônicos através de Pulsos Eletromagnéticos (PEM) controlados.
Mas o mais "curioso" e ao mesmo tempo assustador é que esse tipo de equipamento possibilita a utilização de transmissões/emissões de ondas eletromagnéticas de baixa freqüência / comprimento longo (ULF-ELF-VLF) é possível se detectar, mapear e gerar imagens de estruturas subterrâneas e inclusive criar um sistema de comunicação subterrânea que não é afetado por qualquer tipo de atividade de superfície. Isto seria feito invertendo-se as propriedades dos campos eletromagnéticos para se obter parâmetros geofísicos e imagens realísticas abaixo da superfície terrestre, com o objetivo principal de mapear estruturas feitas pelo homem ou artificiais. Bem, este assunto pode implicar em muitos desdobramentos que não entrarei em detalhes, mas, para reflexão, lembro que recentemente os EUA desenvolveram uma arma capaz de destruir instalações subterrâneas a grande profundidade.
Quanto ao fato de tal dispositivo poder provocar terremotos seria uma possibilidade, pois o som é uma freqüência que quando direcionada, potencializada e em estado "ressonante" com a estrutura que se deseja atingir, pode provocar o total aniquilamento de tal estrutura como se esta fosse feita de material frágil. Mas, aí seria outro tipo de onda eletromagnética não-ionizante (talvez uma faixa de microondas – SHF ou EHF). Sempre que me perguntam a respeito, lembro-me do filme protagonizado pelo Steve Segal – "Força em Alerta 2", onde um cientista dissidente inventa um satélite capaz de gerar pulsos localizados de microondas e assim provocar terremotos.

Outro dado interessante é que os efeitos eletromagnéticos estão ligados ao desenvolvimento da Magneto Hidrodinâmica (MHD), muito pesquisada pela Marinha como sistema de propulsão de seus submarinos das classes Los Angeles e Califórnia (ambos nucleares). Como sabemos, a propagação de ondas eletromagnéticas na água é prejudicada e, por isso, a transmissão entre bases na superfície e submarinos em águas profundas é feita através de ondas ELF.

Curiosamente, um episódio da série "Arquivo X" tratou especificamente desse efeito, que causava nas pessoas próximas de transmissores ELF da Marinha, uma irresistível vontade de ir numa direção específica de acordo com a propagação eletromagnética, como se estivesse seguindo um sinal. Quanto mais a pessoa andava na velocidade da onda, melhor se sentia, se parasse, tinha dores terríveis até morrer, com a "implosão" dos centros receptores do cérebro. Este episódio foi baseado em fatos reais! O seguinte link mostra uma comunicação endereçada ao DoD (Departament of Defense) dos EUA, pedindo o término imediato de projetos baseados em ELF em áreas civis:

http://www.fas.org/spp/starwars/congress/1998/s980625-dod-elf.htm

Vejam o parágrafo que trata de riscos para a saúde pública.
Recentemente, o Senado dos EUA aprovou uma verba de US$ 140 milhões para o programa de "guerra eletrônica" das Socom (Special Operations Command), nelas estão incluídos os escudos antimísseis Asat (Army Tactical Anti Satellite Technologies) e Haarp.
Também em data recente, o governo dos EUA liberaram bilhões de dólares para desenvolver novas armas para ganhar as guerras do novo século, segundo um alto funcionário do Departamento de Defesa. Estas armas não serão canhões, bombas ou balas, mas sim, um polêmico escudo antimísseis, cujo projeto e desenvolvimento devem custar US$ 7,9 bilhões. Funcionários do Departamento de Defesa explicaram que estas novas armas são lasers de alta energia, sistema de microondas e aeronaves cibernéticas, muitas das quais atuarão sem tripulantes, as denominadas UAV (Unmanned Aerial Vehicle), RPV (Remotely Piloted Vehicle) e Ucav (Uninhabited Combat Air Vehicle).

Um dos melhores lugares para se obter informação confiável (ainda e por enquanto) é o site da Federation of American Scientists (FAZ) http://www.fas.org, uma espécie de National Rifle Association (NRA) da ciência, daí seu forte poder de união e divulgação. É uma entidade de pesquisa séria e respeitada na comunidade científica.

Um ótimo link para se conhecer os projetos americanos é o do Intelligence Programs and Systems, em http://www.fas.org/irp/program/list.htm, e também o do Intelligence Collection Programs and Systems em http://www.fas.org/irp/program/collect/

Sobre livros a respeito desse assunto são:
- "The Lost Journals of Nikola Tesla : Haarp - Chemtrails and Secret of Alternative 4" - Tim Swartz;
- "Angels Don't Play This haarp: Advances in Tesla Technology" - Nick Begich e Jeane Manning;
- "Haarp : The Ultimate Weapon of the Conspiracy" - Jerry E. Smith;
- "Secrets of Cold War Technology: Project HAARP and Beyond" - Gerry Vassilatos;
- "The Earth's Ionosphere" - Academic Press - Kelley, M. C. – 1989;
- "Ionospheric Radio" - Peter Peregrinus Ltd - Kenneth Davies – 1990;
- "An Introduction to the Ionosphere and Magnetosphere" - J. A. Ratcliffe – 1972;

Outro trabalho que recomendo a leitura para quem quiser se aprofundar em UFOlogia Militar são:
-"Underground Bases and Tunnels - What Is The Government Trying to Hide?";
-"Underground Bases and Tunnels";

Escritos pelo dr. Richard Sauder, que tem demonstrado que nossa humanidade já possui grande tecnologia para escavar imensas instalações subterrâneas e aquáticas. Vale destacar que muitas das bases citadas neste trabalho estão em área de alta incidência de avistamentos de OVNI´s, o que corrobora a hipótese de que grande parte destes OVNI´s observados pode na verdade ser de procedência terrestre. Outro ponto de reflexão seria sobre eventuais alienígenas que se forem um pouco mais avançados também poderiam construir algo similar aqui ou em outros planetas. Maiores informações em:

http://ufos.about.com/library/weekly/aa011501a.htm?once=true e
http://www.sauderzone.com

Quem ler estes livros verá que caímos no que conversamos há tempos sobre o projeto Haarp (e os usos dessa tecnologia no mapeamento de estruturas profundas com ondas ELF) e as novas armas de profundidade para ser utilizadas a vários metros abaixo da superfície. Rogério Chola

terça-feira, 10 de novembro de 2009

VAMPIRISMO


Há momentos na história em que alguns temas parecem resgatarem o interesse de uma faixa etária, entretanto, esses mesmos assuntos, dependendo da faixa etária, começam a serem vistos com displicência e alegação de serem fantasmagóricos.

O incrível é que os assuntos são momentâneos. De repente, surge um filme, no caso o Crepúsculo. Em consequência há um "bombardeio" excessivo de especulações sobre o tema. Coincidência? Manipulação mental? O que impregna o ar e a mente das pessoas com a necessidade de saber sobre um tema específico?

Eu como escritora, digo que realmente existem "virus de assuntos" no ar. Algo que leva as pessoas a escreverem sobre isso ou mesmo fazer filmes ou tudo que possa alimentar a midia carente por determinado assunto.Da mesma forma, existe um "virus" no ar que motiva as pessoas a se interessarem pelo assunto. Frente a isso, a sensibilidade nos faz optar para pesquisar e escrever por esses assuntos, como se esses fossem virus que sem querer, acabamos por inocular em nossas mentes. Quer que eu seja sincera? Nós acabamos por escrever sobre esses assuntos até sem perceber que o assunto em questão está no "auge" das especulações.

No meu caso, o assunto sobre o filme Crepúsculo ainda não era a "febre". E não fugindo ao assunto do livro, eu citei no livro 1 do Efeito Exillis uma cena forte sobre um Anunnaki chupando o sangue de um homem. Também citei alguns rituais de Ordens Negras nas quais é utilizado o sangue humano de maneira muito comum. Não "sugando" diretamente o sangue das artérias ou veias de um homem, mas tomando o sangue que fica armazenado em jarros para que os integrantes de algumas Ordens diabólicas tomem durante os rituais. A cena é tragicômica, pois durante os rituais alguns homens doam seu próprio sangue e outros vão jorrando o conteúdo das seringas dentro desses jarros. ( Leiam em EFEITO EXILLIS, em breve nas livrarias).A explicação é que os Anunnakis( seres que atualmente vivem nas bases subterrâneas terrestres, pois seu planeta foi destruído por catástrofes) não podem se reproduzirem mais. Por isso, eles prolongam a sua espécie através de hibridações humanas e mesmo se alimentando de sangue por razões claramente explicadas no LIVRO EFEITO EXILLIS.

Lembrei-me de um fator de grande importância: A minha infância eu praticamente vivi na zona rural do sul de Minas. Eu me lembro de ter ouvido muitas histórias de meus avós e dos avós de amigos contando sobre lobisomens que chupavam sangue de animais durante as pastagens, no período da madrugada. Na época, isso causava um verdadeiro pânico na população e nos agregados das fazendas. Havia um rodízio de "encarregados" das fazendas fazendo vigilia durante as madrugadas. As narrações sobre as criaturas que vinham chupar o sangue dos animais no pasto eram terríveis! Quase todas contavam a mesma estória: Sempre um animal de feições inimagináveis se colocavam como sanguessugas de hábitos noturno.

Entretanto, atualmente esses relatos ainda são frequentes. E a opinião das autoridades a respeitos dos animais mutilados é que este fenômeno está associado a fanatismo religioso e a sacrifício de animais.

Fotos de animais vítimas de suposto vampiro (chupa-cabra)


Segundo a pesquisadora Moulton Hower, no artigo da Munfo (294), Não passou um ano sequer de 1979 à 1992 que ela não tivesse registrado um desses fenômenos macabros. Em suas pesquisa juntamente com o Dr John Altshule, Patologista e hematologista, as perfurações e cortes teriam sido feitas por um instrumento cortante super aquecido de origem desconhecida.
A ufologia americana, ao registra esses casos, notaram que alguns dias antes ou depois da morte do animal, teriam sido avistados ÓVNIS na região.
Casos documentados
*Em 25 de Janeiro de 1992, Em Oklahoma EUA, uma vaca apareceu morta com pequenos cortes de grande precisão cirúrgica, a policia ficou surpresa com a limpeza e falta de rastro. O caso foi registrado como ritual satânico.
*Em 3 de março de 92 em Okeman, três homens avistaram no céu objetos luminosos, logo depois foi encontrada uma vaca mutilada e sem sangue.
*Entre 14 de abril a 16 de junho, o casal Dorthea e Roman Verchomin encontraram seis vacas mortas em sua propriedade, em Alberta, no Canadá. Elas tinham tido seu sangue totalmente drenado. A Senhora Verchomim descartou a possibilidade de predadores terem atacado os bovinos e não acredita que qualquer seita satânica pudesse fazer um serviço tão perfeito, limpo e sem deixar pista.

O biomédico e ufólogo Daniel Rebisso Giese, documentou assustadores incidentes ocorrido no norte do Brasil, nos quais se misturam luzes no céu, contatos com extraterrestres, e criaturas que produziam o sugamento de sangue de humanos e de outros animais. Tudo isso está relatado em seu livro. Ele revela também o envolvimento da Força Aérea Brasileira na investigação no fenômeno "Chupa-cabra", que em 1977 na região norte levou inúmeros povoados ao pânico.

Fugindo um pouco dos animais encontrados mortos e dos Anunnakis e o que percebi de mais sério no culto ao vampiro, nos dias de hoje, deriva direta ou indiretamente do trabalho de Crowley e da corrente por ele vivificada. A esta altura alguns leitores devem estar pensando que os movimentos vampíricos X, Y e Z não tem nada a ver com Crowley. Aleister Crowley logo reconheceu o poder subjacente ao sangue e ao arquétipo do Vampiro, tanto em sua forma evolutiva quanto antievolutiva (Black Brothers). Suas descobertas mágicas, em especial o Livro da Lei, influenciaram inúmeras ordens mágicas, em especial a O.T.O., Ordo Templi Orientis, que estuda o saber Arcano nas suas mais diversas formas, inclusive na do Vampirismo.



CASAL FOTOGRAFADO POR DANIELLE BEDICS.

O vampiro é um personagem muito comum na literatura de horror e mitológica, existindo tantas versões do seu mito quanto existem usos desse conceito. Alguns pontos em comum são o facto de ele precisar de sangue (preferencialmente humano) para sobreviver, de não poder sair na luz do Sol, de se transformar em morcego e de poder ser posto em torpor temporário por uma estaca no coração. Segundo a lenda, os vampiros podem controlar animais daninhos e noturnos, podem desaparecer numa névoa e possuem um poder de sedução muito forte. Formas de combatê-los incluiriam o uso de objetos com valor sagrado tais como hóstia consagrada, rosários, metais consagrados, alhos, água benta, etc.

Histórias sobre vampiros são bastante antigas e aparecem na mitologia de muitos países, principalmente dos da Europa e do Médio Oriente, na mitologia da Suméria e Mesopotâmia, onde surge como filho de Lilith, se confundindo com Incubus. Contudo as referências mais antigas a seres vampíricos vêm do Antigo Egipto, destacando-se neste mitologia a sanguinária Sekhmet e o Khonsu do Pre-Dinástico, como é bem visível na tradição vampírica da Aset Ka.
Existe uma diversificação bibliográfica enorme que aborda o tema vampirismo.

ALGUNS CASOS BRASILEIROS:
17/Fev/2006 - 20:13
Na periferia de Belém ficaram famosos os casos de mulheres com marcas nos seios, supostas vitimas do “vampiro extraterrestre” que assustou alguns moradores.
Aurora Nascimento estava em seu quintal lavando louça do jantar quando foi atacada por uma forte corrente de vento frio. Em seguida uma forte luz de “cor vermelha variando para o amarelo escuro” a envolveu, deixando-a atordoada. Ao mesmo tempo sentiu “furadas”finas que eram dadas em seu seio. Em pouco Aurora conta que caiu ao solo, desmaiada. Segundo a mãe da vitima o líquido incolor que saía do seu seio (as picadas eram um pouco acima do seio direito) tinha o cheiro de éter.
Ao ser levada ao hospital, Aurora não foi atendida, voltou para casa, e seu estado piorou. Ao voltar ao hospital aplicaram-lhe um calmante. Porém, no dia seguinte, a jovem contorcia-se em seu leito, por causa das fortes dores de cabeça e não conseguia andar, pois suas pernas estavam enfraquecidas.
Nas marcas deixadas no seio de Aurora pelo suposto vampiro extraterrestre viam-se sulcos muito próximos e em número de oito, sendo que o que estava na extremidade e o seu oposto eram aparentemente fundos.
Aurora foi examinada pelo doutor Orlando Zoghbi, que deu uma explicação: “Elas foram feitas por unhas.” Contudo, como explicar os desmaios, as dores de cabeça, as vertigens esporádicas, o medo das testemunhas?

O doutor Zoghbi examinou também outras vitimas, todas de Belém, e deu seu ponto de vista ao jornal A Província do Pará:
“É sabido que as emoções nos graus profundos, como, por exemplo, o pânico, que ocorreu com as três pacientes que visitamos, fizeram com que as mesmas agissem de modo primitivo, com regressão aos primários padrões psicossomáticos de reação, correndo desordenadamente, gritando, com o raciocínio parcialmente inibido. Hodiernamente, os meios de comunicação sofreram um avanço técnico-científico de tal ordem que a maior parte da população do globo terrestre ainda duvida da maravilhas das façanhas do homem nesse campo. A maior prova ocorreu dentro dos Estados Unidos, quando o primeiro astronauta pisou na Lua. Levantaram-se vozes dizendo que o que foi mostrado na televisão não passava de um truque para enganar incautos. Observem que muitos dos que assim afirmavam eram pessoas que tinham até cursado faculdade (...) Observamos que a velocidade com que vêem se desenvolvendo as descobertas técnico-científicas provoca um descompasso nas mentes das pessoas menos dotadas, ocasionando o que podemos chamar de ‘embaralhamento de neurônios’, devido àquela avançar geometricamente e esta aritmeticamente...”

A verdade é que, segundo uma primeira observação, as lesões observadas nas pacientes atacadas pelo vampiro eram devidas às reações de horror, pois as mulheres instintivamente, num ato de proteção, levam as mãos aos seios e a ação motora, contraindo as mãos em garra, ocasiona as lesões nas glândulas mamárias. Entretanto, as marcas deixadas nas pacientes em hipótese alguma poderiam ser atribuídas às unhas, pois é quase impossível que as vítimas conseguissem provocar com apenas uma mão de seis a oito orifícios de uma só vez. E no caso de duas mãos a justaposição dos buracos seria disforme em relação ao círculo formado pelos orifícios, muito bem-feitos, pequenos, para tratar-se de unhas. Além disso, em alguns casos foi comprovada a ausência de sangue, ou seja, mais de 300 ml haviam sido retirados da paciente.
CONTINUA...